carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

7 de julho de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE SEMUSA

Semusa orienta população sobre cuidados contra a hanseníase

Equipe realizou uma panfletagem, nesta quinta, no Feirão do Produtor

Com a intenção de aumentar a detecção precoce dos casos de hanseníase, a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), realizou uma ação de orientação sobre os cuidados contra a doença, na manhã desta quinta-feira (7), com os feirantes e visitantes do Feirão do Produtor Rural Robson Guimarães.

A ação foi realizada por meio de uma parceria entre o Departamento de Média e Alta Complexidade (DMAC), o Centro Especializado em Patologias Tropicais Padre Adolfo Rohl e a Divisão de Vigilância Epidemiológica.

As equipes realizaram a distribuição de panfletos educativos. Eles informam a população sobre os sintomas, identificação, tratamento e os riscos da hanseníase, doença com baixo índice de mortalidade, porém que é considerada altamente incapacitante. O paciente que não inicia o tratamento precocemente corre o risco de ter sequelas.

“Nosso principal objetivo é informar a população sobre o que é a hanseníase, ensinando os sintomas da forma mais simples possível. Quando falamos em hanseníase, as pessoas logo pensam em manchas sem sensibilidade, mas a doença tem outros sintomas. Então, nossa intenção é esclarecer esses sinais, para que eles possam identificar a doença”, destacou Marcelle Carvalho Gil, diretora do Centro Adolfo Rohl.

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Semusa, oferece o tratamento gratuito contra a hanseníase. Em caso de suspeitas da doença, o morador deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência e, após a avaliação médica, poderá ser encaminhado ao Centro Adolfo Rohl, para realizar o teste.

Em casos de diagnósticos clínicos e laboratoriais positivos, o paciente receberá o tratamento com médico especializado, fisioterapeuta e atendimento de enfermagem, todos fornecidos pelo SUS, além do tratamento com as medicações apropriadas para a hanseníase.

O tratamento é iniciado imediatamente, com o paciente deixando a unidade já com a medicação em mãos. A pessoa que for identificada com a doença deverá seguir o tratamento à risca, com duração de seis meses há um ano, sempre respeitando a conduta médica.

O Centro Especializado Padre Adolfo Rohl fica localizado no Centro de Ji-Paraná, na rua Presidente Vargas, ao lado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h.