carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21 de outubro de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE SEMUSA

Semusa faz coleta permanente de material para diagnosticar tuberculose

Divisão de Vigilância Epidemiológica atende cerca de 15 pessoas por dia

 

A Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) oferece de forma permanente o atendimento para a realização da coleta do Baar (escarro), para detectar o Mycobacterium Tuberculosis (MTB), ou Bacilo de Koch, uma espécie de bactéria patogênica causadora da maioria dos casos de tuberculose pulmonar.

O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, no Laboratório Maria Aparecida dos Santos, da Vigilância Epidemiológica, localizado na rua Porto velho, 2307, no bairro Dom Bosco (1º distrito). Nele, é coletado o material para exame e posterior emissão do resultado, com os casos positivos sendo encaminhados ao Centro de Especialidade de Patologias Tropicais Padre Adolfo Rohl (CEPT).

São atendidas cerca 15 pessoas por dia e detectados de três a oito casos positivos por mês. Confirmada a doença, o paciente é encaminhado ao CEPT, localizado na rua Raimundo Alves de Abreu (antiga Presidente Vargas), ao lado do INSS, no centro. A primeira dose do tratamento é ministrada no próprio CEPT. As demais, o paciente pode levar para casa. Há meses não são registrados casos positivos.

“Uma vez por mês, o paciente precisa avaliar o progresso do tratamento com novos exames”, explicou Maria Ribeiro Pereira, técnica do Laboratório da Vigilância Epidemiológica. Ela acrescentou que “o procedimento não traz desconforto à pessoa e o tratamento é simples e 100% eficaz na maioria das vezes, desde que seguido corretamente”.

Maria Pereira alertou que sintomas como perda de apetite e de peso, suor noturno, febre no fim da tarde, dor no peito e nas costas; e tosse seca, devem levar a pessoa a realizar o exame. A porta de entrada do paciente é o CEPT, que encaminha o material para exame. Confirmada a enfermidade, o paciente é enviado de volta ao CEPT, para início do tratamento.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível de pessoa a pessoa, quando o doente expele durante a fala, espirro ou tosse, gotículas de saliva ou secreções que contêm o agente infeccioso, afetando principalmente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos ou sistemas.

A prevenção de algumas formas da tuberculose se dá por meio da vacina BCG (Bacillus Calmette-Guérin), disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Evitar aglomerações, fazer o rastreamento e tratamento de doentes e seus contatos, além de outras medidas sanitárias, também são muito importantes para prevenção e controle da doença.

FOTOS: Maria Elis