carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

15 de setembro de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE SEMOSP

Semosp constrói tampas de bueiros para drenagem da Manoel Franco

Obra está na reta final e irá facilitar o escoamento das águas das chuvas

Está na reta final as obras da Prefeitura de Ji-Paraná, com ações das equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), para concretagem das tampas de bueiro da rede de drenagem pluvial da rua Manoel Franco, no bairro Jorge Teixeira, no 2º distrito. O trecho, posteriormente, será beneficiado pela pavimentação do Programa Poeira Zero.

A rede mede aproximadamente 450 metros de extensão e terá a implantação de tubos de polietileno de alta densidade (PEAD), que medem 1,5 metro de diâmetro e 5 m de comprimento. O conjunto de tubulações é interligado por cinco caixas de bueiros, sendo duas na rua Manoel Pinheiro Machado (T-26), outras duas na Manoel Franco e a última na Argemiro Luiz Fontoura (T-28).

O investimento é de cerca de R$ 700 mil, por meio da parceria com o Governo de Rondônia e contrapartida do município. O Prefeito de Ji-Paraná, Isaú Fonseca, que frequentemente acompanha as obras na região, reconheceu o avanço da rede de drenagem do bairro Jorge Teixeira. Quando concluída, a galeria vai evitar alagamentos que, segundo ele, é um antigo transtorno dos moradores.

“Esse trecho, antigamente, era totalmente intrafegável. Lá, só passavam pedestres e ciclistas, ainda assim se arriscando, pois a situação da rua era péssima. Realizamos a abertura da via, a instalação da tubulação e, em breve, esse trecho estará pronto para receber a pavimentação do Poeira Zero”, garantiu o Prefeito Isaú Fonseca.

A água captada das chuvas será escoada até uma propriedade no início da zona rural, local considerado ideal para o deságue. A condição da rua também trazia riscos à estrutura de parte do muro do Cemitério da Saudade.

“Essa é uma obra que levará mais dignidade para as famílias da região, que sofrem com a época de chuvas em razão da falta de uma rede de drenagem adequada, que enfim será resolvida pela nossa gestão”, frisou Isaú Fonseca.