carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21 de julho de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE PARCEIROS SEMED

Semed promove capacitação para agentes de vigilância

Este é o segundo treinamento realizado com os vigilantes escolares

A Superintendência de Gestão Escolar da Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoveu, na manhã de quinta-feira (21), capacitação para os 73 agentes de vigilância da Rede Municipal de Ensino. O objetivo da formação foi instruir os profissionais sobre as atribuições dentro das escolas públicas, principalmente, para o atendimento aos estudantes.

Você se sente um profissional da Educação? Já se perguntou o que você pode fazer pela escola em que você trabalha? Essas foram algumas das perguntas utilizadas pela superintendente de Gestão, Rosineide Marcolino, para instigar a autorreflexão dos agentes ao longo de toda a formação.

O Cabo PM Sobrinho, do Centro de Instrução Especializada em Segurança (CIESE), foi convidado para ministrar palestra aos agentes de vigilância. Ele abordou questões que envolvem as atitudes dos agentes diante de crises e conflitos e sobre a legislação brasileira que versa sobre a profissão do agente de vigilância.

Já a equipe técnica da Superintendência de Gestão abordou temas propostos no plano de ação sobre assiduidade, atendimento ao público, postura do profissional na escola e as responsabilidades inerentes ao cargo, além de temas polêmicos como o vigilante ostensivo, preventivo e relações públicas ao mesmo tempo.

“Essa é a segunda capacitação que fazemos com os nossos agentes de vigilância. A primeira fez parte da programação da Jornada Pedagógica, em fevereiro, quando falamos sobre primeiros socorros em caso de acidente nas escolas. Essa capacitação é mais voltada às atribuições deles, pautadas nos editais, específicas da função como profissional em vigilância”, explicou Rosineide Marcolino.

O desafio, de acordo com a superintendente da Semed, é fazer com que o agente de vigilância se perceba como um profissional da educação acima de tudo.

“É importante que o agente de vigilância busque sempre conciliar como lidar com o público, como manter a escola segura e harmônica e como atender as crianças nas nossas unidades de ensino”, reforçou Rosineide.