carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

9 de abril de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE SEMASF SEMPLAN

Prefeitura e Governo de Rondônia alinham ações do PAC

Termo de cooperação garante recuperação de ruas e avenidas

 

A equipe técnica da Prefeitura de Ji-Paraná se reuniu, na manhã desta quinta-feira (31), com o secretário estadual de Obras e Serviços Públicos (Seosp), Erasmo Meireles e Sá, para alinhar ações ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No início do mês, um termo de cooperação (TC) foi assinado para garantir a recuperação das ruas danificadas pelo esgotamento sanitário.

“Assinamos esse termo para que possamos fazer esta recuperação de imediato. Queremos tranquilizar a população, pois essas ruas receberão a manutenção assim que as obras de esgotos forem finalizadas nos trechos”, garantiu o Prefeito de Ji-Paraná, Isaú Fonseca.

Com o TC, o Governo de Rondônia, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem e Transporte (DER), fica responsável pelos insumos e a prefeitura pela mão de obra. A fiscalização da parceria será da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Município de Ji-Paraná (Agerji) e a supervisão do PAC.

O secretário municipal de Planejamento, Rui Vieira de Souza, destacou a importância do alinhamento entre a Prefeitura de Ji-Paraná e o Governo de Rondônia, beneficiando a população e evitando transtornos que possam ser causados pelas obras.

“Esse alinhamento dá mais agilidade aos trabalhos. Neste encontro, o coronel Meireles nos apresentou ao planejamento de qual será a rota das obras da rede de esgotamento sanitário. Assim, vamos conseguir recompor as ruas escavadas para receber a tubulação, evitando transtornos à população”, explicou Rui Vieira de Souza.

Segundo o secretário da Semplan, o termo de cooperação minimiza os impactos e evita que ruas recentemente pavimentadas sejam reabertas para receber as obras da rede esgoto. Após isso, as vias poderão receber os programas Tchau Poeira, do Governo de Rondônia, e Poeira Zero, da Prefeitura de Ji-Paraná.

“São projetos que devem caminhar juntos. Pela lógica, a rede de esgoto deve ser iniciada em ruas de terra para que, em seguida, essas vias possam receber a pavimentação dos programas Tchau Poeira e Poeira Zero”, afirmou Rui Vieira.

Erasmo Meireles garantiu que o governador de Rondônia, Marcos Rocha, determinou que fossem apresentadas alternativas técnicas para o período chuvoso, que dificulta a compactação do solo, mas que outros trabalhos podem ser feitos durante o chamado inverno amazônico.

“O termo também prevê o recapeamento das ruas asfaltadas que foram abertas para receber a rede de esgoto. O saneamento é uma obra importante para a população, já que traz, inclusive, benefícios à saúde dos moradores”, ressaltou Meireles.

Com orçamento de R$ 186 milhões, a rede de esgotamento sanitário terá mais de 400 quilômetros de tubulação, beneficiando cerca de 80% da população. O projeto também prevê a construção de estações para tratamento de efluentes (ETE) e de bombeamento.

Os secretários municipais de Obras e Serviços Públicos (Semosp), Cleber Littig Bruscke, e de Fazenda (Semfaz), Diego André Alves, também participaram da reunião com os técnicos e o chefe da Seosp.