carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

19 de agosto de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE PARCEIROS SEMUSA

Palestra debate combate às drogas e prevenção à gravidez na adolescência

Ação foi realizada nesta quinta-feira, 18, na Escola Estadual Rio Urupá

 

O combate ao uso de drogas e à prevenção da gravidez na adolescência foram temas de mais uma palestra promovida pela Prefeitura de Ji-Paraná, por meio do Departamento de Educação Permanente (DEP) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), nesta quinta-feira (18), na Escola Estadual Rio Urupá, no 1º distrito.

A ação também contou com o apoio dos acadêmicos do curso de enfermagem da Faculdade Estácio de Ji-Paraná (Estácio-Unijipa). A palestra foi realizada por conta do aumento no número de casos de adolescentes que fazem uso de drogas ilícitas e cigarros eletrônicos (vaporizadores).

A diretora do DEP da Semusa, Débora Alencar Lucas Sampaio, destacou que as palestras visam o combate ao consumo de drogas, lícitas ou ilícitas, nas salas de aula, além da prevenção da gravidez de adolescentes, fazendo com que o poder público atue na proteção dos jovens.

“Este é um trabalho intenso de conscientização, combate às drogas e prevenção à gravidez, atuando, especialmente, com crianças e adolescentes, evitando que esse público tenha o primeiro contato com as drogas”, explicou Débora.

A palestra com os alunos da Escola Rio Urupá foi ministrada pelos estudantes do último ano do curso de enfermagem. Eles destacaram os malefícios sociais e à saúde causados pelo uso de drogas e ainda orientam os adolescentes, para que eles não façam uso dessas substâncias.

A diretora do DEP ainda ressaltou que o objetivo da iniciativa é abordar temas delicados, porém de uma maneira clara e preventiva. O ciclo de palestras foi iniciado em junho, na Escola Aluízio Ferreira (2º distrito), e segue sendo realizado em escolas das redes municipal e estadual, além de instituições de ensino privadas.

“Se a sociedade estiver envolvida e mobilizada com esses temas, que são tão importantes, vamos conseguir minimizar os casos de uso de drogas e à gravidez na adolescência, além de combater infecções sexualmente transmissíveis”, alertou a diretora do DEP.