carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

20 de janeiro de 2023

CCS - COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE SEMEIA SEMOSP SEMUSA

Mutirão de limpeza em combate à dengue em Ji-Paraná aconteceu nesta semana

A ação em parceria entre Semeia, Semusa e Semosp atendeu cerca de nove bairros

 

A Prefeitura de Ji-Paraná, em um trabalho em parceria entre as secretarias municipais de Saúde (Semusa), Meio Ambiente (Semeia) e de Obras e Serviços Públicos (Semosp), realizou o primeiro mutirão de limpeza e combate aos focos do mosquito Aedes aegypti. A ação aconteceu nesta semana e foram retiradas, em média, 10 toneladas de resíduos em nove bairros de Ji-Paraná.

Segundo a Semusa, entre os dias 1º e 15 de janeiro deste ano, foram notificados 230 casos de dengue, sendo 123 positivos. A iniciativa foi tomada devido ao resultado do último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa).

Os bairros selecionados foram Urupá, Centro, União I, Nova Brasília, São Pedro, JK, Bosques dos Ipês, Veneza e Jorge Teixeira.  A mobilização ocorreu nesses pontos devido ao grande índice de proliferação de insetos.

Em dezembro de 2022, foram retiradas mais de 7 toneladas de lixo, em 6 mil imóveis nos dois distritos. No total, a ação abrangeu 278 quarteirões, recolhendo o lixo considerado potencial para o foco do mosquito transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

“O intuito da ação é diminuir os reservatórios de água, possíveis criadouros do mosquito da dengue. Essa é só mais uma das ações que a Semusa realiza para combater o mosquito Aedes aegypti”, afirmou o secretário-adjunto de Saúde, Ivo da Silva.

Durante o mutirão, cada morador foi orientado sobre a limpeza dos quintais e a Semosp coletou os entulhos.  “É importante ressaltar que a população precisa fazer a sua própria limpeza para não deixar a céu aberto o criadouro do mosquito, e encaminhe o material para o aterro sanitário que está apto para receber qualquer tipo de resíduo”, destacou a secretária da Semeia, Jeane Muniz.

A Semeia esclareceu ainda que o acúmulo de lixo nos quintais é passível de infração e que a população pode realizar denúncias presenciais na secretaria, localizada no Parque Ecológico Municipal, rua Estrada Velha s/n, bairro Primavera (2º distrito). Após a notificação dos fiscais, o morador tem prazo de 10 dias para limpar o terreno. Caso não faça a limpeza, ele deve receber uma multa no valor de R$ 1.500,00.

FOTOS: Marcelo Morais e Maria Elis