carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

26 de abril de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE SEMASF

Dia D encerra atividades alusivas à inclusão social no CCI

Evento destacou a importância de fortalecer vínculos no convívio social

Com o tema “Somos todos iguais na diferença”, o Dia D encerrou as atividades alusivas ao Abril Azul, mês da inclusão social, nesta terça-feira (26). Promovido pela Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), as atividades foram voltadas para interação de idosos com síndrome de down e autismo.

Para a diretora da Proteção Social Básica do Município, Mirian Madallon, o objetivo é envolver toda a sociedade para incentivar mais assuntos e ações sobre a inclusão social. “Trabalhamos mensalmente com ações que fortaleçam os vínculos para que todos tenham o direito de estar juntos em qualquer espaço”, garantiu.

A coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Jardim dos Migrantes, Lidiane Tanazildo, afirmou que é fundamental o alinhamento das ações no cotidiano para ter um elo que se construa a partir da convivência. “Hoje, esta ação é voltada para avaliar como podemos incluir crianças e idosos no mesmo ambiente e desenvolver uma atividade didática”.

A diretora do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo (CMAEE), Dalva Rosa Paiva, ressaltou que se deve acolher não só a pessoa com condições especiais, mas toda família que vive diariamente a situação. “É preciso amor para agir e incluir o que é diferente, e essa ação mostra a necessidade de interação entre a sabedoria dos idosos com as crianças especiais”.

A presidente da Associação de Surdos e Familiares de Ji-Paraná, Juliana Isabel, disse que é preciso ter o reconhecimento de instituições e abrir cursos para mais intérpretes da língua de sinais. “Sofremos muito preconceito e, até para nós deficientes auditivos, é difícil a interação com outras pessoas, e também em alguns locais”, ressaltou.

Alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) realizaram uma apresentação musical na abertura do Dia D e a programação seguiu com várias atividades didáticas.