carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

31 de outubro de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE PARCEIROS SEMICTUR

Comtur e associações indígenas assinam protocolo para receber emendas

A meta é melhorar a infraestrutura de aldeias para o etnoturismo

Representantes da Associação Indígena Zavidjaj Djguhr Gavião (Assiza), Associação Indígena Karo Paygap e do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) de Ji-Paraná assinaram, na quinta-feira (27), protocolo intenções para reivindicar à bancada federal de Rondônia emendas parlamentares para desenvolver o etnoturismo da região.

De acordo com o presidente do Comtur e secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo (Semictur), Volnei Inocêncio, para desenvolver atividades de etnoturismo em terras indígenas é preciso, antes, preparar as aldeias para oferecer produtos e serviços e elaborar roteiros de acordo com o potencial de cada etnia.

“Nossa solicitação aos parlamentares do Senado Federal, Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa de Rondônia envolve pedidos de recursos [no orçamento de 2023] para construções de hospedagens, equipamentos, veículos e embarcações”, explicou Volnei Inocêncio.

“Entendendo a importância e a dimensão desse desafio, convidamos as lideranças dos povos indígenas Arara e Gavião, da nossa região, para buscarmos alternativas como o direcionamento de emendas parlamentares para desenvolver o turismo sustentável em nosso município”, acrescentou.

Os povos Arara e Gavião habitam a Terra Indígena Igarapé Lourdes que ocupa 26% da área do município de Ji-Paraná. Segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), cerca de 1500 pessoas habitam o território. A iniciativa do Comtur visa criar infraestrutura para que turistas conheçam os costumes e a cultura indígenas.

FOTOS: Arquivo Semictur