carregando...

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

15 de agosto de 2022

CCS - COORDENADORIA DE COMIUNICAÇÃO SOCIAL GABINETE PARCEIROS SEMUSA

Cirurgiões dentistas e auxiliares da Semusa participam de treinamento

Ação visa preparar equipe para detecção precoce do câncer de boca

 

A capacitação de prevenção ao câncer de boca aconteceu, na manhã desta sexta-feira (12), com a participação de cirurgiões dentistas e auxiliares do Departamento de Atenção Básica (DAB) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), na Unidade Hospital de Amor de Ji-Paraná. A ação foi ministrada pela cirurgiã-dentista Brenda Dias, que comentou sobre prevenção e diagnóstico da doença e como é o encaminhamento para o HA.

“É uma doença que acomete a boca, incluindo o lábio, a língua, a parte interna das bochechas, gengivas, céu da boca e o assoalho da boca [abaixo da língua]. Todas as pessoas com 35 anos ou mais, que são fumantes e etilistas, ex-fumantes há pelo menos 20 anos ou em qualquer idade com lesões suspeitas há mais de 15 dias, podem procurar o HA para fazer o exame de prevenção”, informou.

O objetivo da capacitação, segundo o coordenador de Saúde Bucal do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), Willian Pereira Dantas, é qualificar, ainda mais, os dentistas e auxiliares para a detecção precoce de lesões pré-cancerígenas ou com lesão aparente. “A doença, quando detectada em fase inicial, permite tratamento mais efetivo e cura”, disse.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), os principais sinais da doença são lesões (feridas) na cavidade oral ou lábios, que não cicatrizam por mais de 15 dias, que podem apresentar sangramentos ou que estejam crescendo; manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, céu da boca ou bochechas e nódulos (caroços) no pescoço e rouquidão persistente.

“As pessoas devem ficar atentas a mudança na coloração ou aspecto da boca. No caso de anormalidades ou algum destes sinais, devem procurar um profissional de saúde”, concluiu Willian Dantas.